Sistema de Compensação

Se o sistema fotovoltaico produzir mais energia que a edificação utilizou em um mês, a quantidade de energia em excesso daquele mês, será revertida em um crédito em Kwh na concessionária local.
Este crédito poderá ser utilizado pelo cliente no período de até cinco anos, ou compartilhado para uma fatura de um outro local, caso a mesma esteja cadastrada com o mesmo CPF ou CNPJ, dentro da mesma concessionária local.

Caso o sistema não gere a quantidade necessária para atender a demanda da edificação, é extraída da rede a energia complementar para suprir a demanda. A quantidade de energia que foi utilizada da rede da distribuidora será cobrada na fatura seguinte.

Medidor Bidirecional

Para poder mensurar a energia elétrica captada e a injetada na rede elétrica, denominadas, respectivamente, de consumo e geração, é necessário utilizar um medidor de energia bidirecional, ou seja, que permite e mede o fluxo de energia nos dois sentidos. Para tal, o medidor utilizado em unidades consumidoras com sistemas de microgeração possui dois registros: um da energia entregue à unidade consumidora pela Celesc (consumo), mostrada no Canal 03 do display, e outro da energia entregue pela unidade consumidora ao sistema elétrico (geração), mostrada no Canal 103 do display.

Ao final de cada período de faturamento, a Celesc fará a leitura desses dois registros, sendo cobrada do consumidor a diferença entre consumo e geração. Será cobrado o consumo mínimo, de acordo com o tipo de instalação (monofásico, bifásico ou trifásico, sendo 30, 50 e 100 kWh, respectivamente), nos casos em que o consumo verificado for inferior ao consumo mínimo.

Nos casos em que a geração for superior ao consumo, o consumidor passará a ter um crédito de energia junto à concessionária (CELESC). Os créditos obtidos em um período de faturamento serão utilizados para compensar o consumo nos períodos subsequentes. Esses créditos podem ser utilizados para compensar o consumo de outras unidades consumidoras da mesma concessionária (CELESC), desde que possuam o mesmo CPF ou CNPJ. A ordem de prioridade das unidades que terão o consumo compensado deverá ser definida pelo consumidor, sendo que a unidade consumidora na qual se encontra instalado o sistema de geração deverá ser a primeira a ter seu consumo compensado. Os créditos de energia obtidos devem ser compensados em no máximo 60 (sessenta) meses. Após esse período, perdem a validade.

 


Medidor eletrônico digital; Canal 03
Consumo (315 kWh); Canal 103 – Geração (111 kWh).

É importante entender que o Canal 03 (consumo) mostra a quantidade de energia que foi necessária captar da rede elétrica nos momentos em que a geração de energia fotovoltaica foi insuficiente para suprir o consumo (i.e. durante a noite), e, portanto, não representa aquilo que foi realmente consumido pelos equipamentos da edificação. Da mesma maneira, o Canal 103 (geração) mostra apenas a quantidade de energia excedente da geração fotovoltaica, ou seja, aquilo que sobrou e foi enviado para a rede, e portanto, não representa aquilo que foi realmente gerado pelo sistema fotovoltaico.