Hotel no Mexico ganha prêmio da UNESCO de melhor arquitetura, apostando na sustentabilidade

Amantes da natureza já conheciam a pequena cidade de Chocholá, no México, pelo cenote San Ignácio. Mas o múnicipio vem ganhando espaço também nos mapas dos apreciadores de design. É lá que fica o Chablé Resort & Spa, que recebeu o Prix Versailles 2017 como hotel com a melhor arquitetura do mundo. O prêmio é dado pela Unesco e pela União Internacional dos Arquitetos.

O projeto da designer Paulina Morán e do arquiteto Jorge Borja, ambos mexicanos, integra elementos da natureza do estado de Yucatán e da cultura maia com design arrojado e moderno.

A sustentabilidade do hotel foi outro quesito que contou ponto junto aos julgadores. O resort foi o primeiro do mundo a construir um spa integrado a um cenote natural.

Localizado a 25 minutos da histórica cidade de Mérida e cercado pela floresta, este cinco estrelas tem 38 acomodações, muitas com ligação direta para a mata. Todas com piscinas independentes e jardins.

Dentro da área do resort também está preservada uma antiga fazenda, típica hacienda mexicana do seculo XIX. O portão e a casa principal estão entre seus os destaques arquitetônicos.

O hotel também é reconhecido por sua gastronomia. O chef responsável Jorge Vallej já apareceu em 22º lugar na lista dos 50 melhores restaurantes, pela revista "Restaurant", por seu trabalho à frente do Quintonil, na Cidade do México.